banner-cortica.jpg
banner-cortica2.jpg
Características
Os produtos em cortiça são ecológicos, biodegradáveis, impermeáveis a líquidos e a gases, resistentes à água e ao fogo, são macios e confortáveis à sensibilidade humana e resistentes a UV’s. Têm uma longa vida com manutenção mínima e são decorativos. São anti-distorção, não dilatam, não empenam e não encolhem. São leves, de fácil instalação e manuseamento. Anti-estáticos e anti-alérgicos. São higiénicos, não ganham cheiros ou fungos, são imputrescíveis e apresentam grande resistência ao desgaste. São laváveis e são excelentes isolantes térmicos, acústicos e vibráticos.
Limpeza
Para que o produto fique sempre em condições, basta limpar com um pano húmido, de preferência de algodão, água e sabão neutro. Depois deixe secar à sombra.
A Cortiça
Em Portugal perdura o sobreiro mediterrânico – Quercus Suber – sendo extraído todos os anos, só em Portugal, cerca de 190 mil toneladas de cortiça, que correspondem a cerca de 50% da produção mundial.
O sobreiro é uma árvore nobre, elegante e possuidora de características muito especiais como a longevidade, um grande poder isolante, uma grande capacidade de regeneração e versatilidade de utilização. O sobreiro tem que ser cuidado e tratado durante várias décadas. Só ao fim dos primeiros 25 a 30 anos de vida é que o sobreiro entra em fase de produção. Nesta altura, o tronco atinge uma circunferência de 70 cm e pode-se iniciar o ciclo de crescimento e colheita da cortiça, de 9 em 9 anos, sem qualquer prejuízo para a árvore e com inúmeros benefícios económicos.

A cortiça é o material ecológico, de origem vegetal, extraído da casca dos sobreiros, que pode ser utilizada como uma matéria-prima de uma durabilidade e resistência invulgar, já que quando extraída do sobreiro, a cortiça volta a regenerar-se naturalmente, um processo de regeneração ambiental que dura cerca de nove anos. A cortiça é acima de tudo um material cem por cento natural, elegante, versátil, reciclável e reutilizável, contribuindo para uma sociedade moderna, amiga do meio ambiente e não poluente. Daí que, em cada nove anos, esta possa ser extraída novamente da árvore sem repercussões ambientais. A capacidade de regeneração do sobreiro faz com que na vida de cada sobreiro, no total, a casca de cortiça possa ser extraída cerca de 16 vezes e sem qualquer prejuízo para a natureza. Este ciclo dura mais de 150 anos.